Tuesday, July 12, 2022

Vida Selvagem no Catarse

 

Começamos essa semana a campanha de pré venda do Vida Selvagem no Catarse. O Projeto foi financiado pelo ProAC e tem previsão de lançamento entre final de agosto e começo de setembro. É uma pena que não vai ficar pronto a tempo pro FIQ, mas não vejo a hora de ver esse material impresso.

Consegui dar uma bela adiantada na pré produção da Meta 2 nas últimas semanas (boa parte inclusive durante minha ida ao Canadá) e se tudo der certo semana que vem começo a produzir a história nova.

Aliás, falando em Canadá, foi bem legal os dias que passei lá, dá uma puta vontade de voltar pra lá, mas vamos ver como vão as coisas por aqui... mês que vem tem FIQ, tem lançamento do Vida Selvagem, tenho que produzir a Meta 2, a Meta 3 e a Setembro estão no ProAC e eu tenho que insistir mais um pouquinho com a Companhia das Letras pra ver se eles me respondem quanto ao Dulce Veiga. Pensando bem eu devia ter ido lá na Bienal do Livro, né...

Humor: bom...
Ouvindo: Running Up That Hill (Kate Bush)
Lendo: The Boys (volume 2)
Assistindo: Stranger Things
Jogando: Homescapes
Comendo: guacamole
Bebendo: Red Bull
Na Net: Vida Selvagem no Catarse

Tuesday, May 10, 2022

Dobrando (ou triplicando) a Meta.

 

Esse mês vai ser corrido… Agora que o Vida Selvagem  já está em fase final chegou a hora de voltar ao Meta em duas frentes. Estou iniciando a produção da “Meta 2 – A Jornada do Leitor” e fazendo páginas para o ProAC da “Meta 3 – Baseado em Fatos Surreais”. Acho que temos que aproveitar que levamos o Jabuti ano passado para dar continuidade ao projeto. Paralelamente estou tentando viabilizar a publicação de “Onde Andará Dulce Veiga”, até pintei umas páginas (essa dai é a página 4). Acho que a Ozman Hypnus vai ficar pra 2023 mesmo.

Semana passada eu consegui fazer as 100 flexões do desafio do David, estou tentando fazer todo dia e aumentar as repetições para diminuir o número de séries, mas tá difícil.

Humor: bom...
Ouvindo: Everyday I love you Less and Less (Kaiser Chiefs)
Lendo: Heróis Renascem - Um Mundo Sem Vingadores
Assistindo: Better Call Saul
Jogando: Homescapes
Comendo: franguinho
Bebendo: Red Bull
Na Net: "Onde andará Dulce Veiga?" as VAGINAS DENTATAS no camarim.


Friday, April 29, 2022

Vida Selvagem e os meus enroscos.

Caramba já faz um mês isso? Pois é, conforme eu imaginava deu no que deu e meu namoro acabou tão rápido quanto começou... Ainda estou chateado, ainda estou machucado, mas tenho focado minhas energias na academia e nos projetos. 

Perdi quase 6 quilos nos últimos meses e tenho mais uns 7 pra perder, e estou tentando fazer o desafio do Davi de 100 flexões (hoje consegui fazer 60).

O Omar terminou as artes do "Vida Selvagem" e eu continuo tentando encontrar a capa do projeto (essa acima foi uma que não foi aprovada). Essa semana passei para um amigo o roteiro de "Setembro" uma história de terror que se passa no universo do Ozman e ele adorou. Vamos tentar o ProAC com ela e também estou tentando viabilizar a publicação de "Onde Andará Dulce Veiga", estou escrevendo e layoutando o meu "Runatal" e no segundo semestre tem "Meta 2" pra produzir. Acho que isso deve me manter ocupado sem chorar pelos cantos :(

Humor: instável, mas seguindo em frente
Ouvindo: Estranged (Guns 'n Roses)
Lendo: Heróis Renascem
Assistindo: Young Justice
Jogando: Homescapes
Comendo: peixe
Bebendo: Red Bull
Na Net: Runes in 'The Northman'

Tuesday, March 29, 2022

Loki não é seu amigo, Loki não é inimigo...

 Uma vez eu vi em um blog chamado "Heathen Problems" um texto que falava sobre a suspeita de que todas as deidades com quem você vem falado sejam Loki o tempo todo... e eu acho que talvez eu esteja em meio a uma disputa entre Freyja e Loki... 

Esse mês foi meio complicado por motivos que eu ainda não quero escrever aqui... Espero voltar aqui com um post super pra cima em breve, mas vamos ver, né... a minha parte eu estou fazendo, mas no final o destino pertence às Nornes.    

Humor: desanimado
Ouvindo: Swing Life Away (Rise Against)
Lendo: Guerra dos Reinos
Assistindo: Batman the Animated Series
Jogando: Homescapes
Comendo: queijo quente
Bebendo: suco de uva
Na Net: The Runes: Uruz ᚢ [Remake]

Saturday, January 22, 2022

As novas séries da DC

 

Semana passada estreiou na HBO Max a série do Pacificador (escrita e dirigida pelo James Gunn), a segunda temporada de Superman & Lois (do Greg Berlanti) e Naomi (personagem criada recentemente pelo Brian Michael Bendis para a DC), e eu não sei se elogio ou critico a variedade de estilos dessas séries ou a falta de coesão das mesmas. 

Pacificador é uma série de ação, violenta e com o tipo de humor característico de James Gunn. Eu nunca imaginei que iria me importar com uma série de um personagem tão bizarro quanto o Pacificador ou mesmo do Vigilante, personagens que eu li pouquíssimas histórias há uns 30 anos atrás. Mas depois do ótimo trabalho que o James Gunn fez em O Esquadrão Suicida eu só espero que ele continue produzindo conteúdo pra a DC.

Superman & Lois embora seja produzida pela HBO tem todas as bobeirinhas da CW (tem horas que parece que estou assistindo Riverdale), mas mesmo assim ela conseguiu criar a melhor Lois Lane que eu já vi. A relação dela com o Clark é melhor que em muitas HQs e embora o ritmo da série seja meio arrastado a primeira temporada foi bem interessante. O grande problema é que a maior parte das séries do Berlantiverso (não tem mais sentido chamar de Arrowverse) costumam começar bem mas logo despencam para os mesmo clichês... vamos ver pra onde vai essa segunda temporada.

 Já Naomi... em primeiro lugar eu nunca tinha ouvido falar dessa personagem e embora eu goste bastante dos trabalhos do Bendis na Marvel eu começo a achar que ele não combina com a DC. Naomi surgiu nos quadrinhos há menos de dois anos e parece que foi criada para estrelar uma série da CW... Acho que o mesmo foi feito com a Mulher Maravilha brasileira Yara Flor, que quase ganhou uma série também e que acaba de ter sua HQ cancelada. Eu assisti os dois primeiros episódios e achei EXTREMAMENTE genérica, e não ME empolgou nem um pouco, mas é ai que eu queria chegar. 

Será que essa falta de coesão é realmente um problema? Será que a formula da Marvel onde tudo acontece no mesmo universo compartilhado e boa parte das histórias tem o mesmo tom é a única forma de contar histórias de super heróis? Ano passado tivemos a segunda temporada de Stargirl e a terceira temporada de Titans e Patrulha do Destino e as três foram bem legais. Cada uma dessas séries se passa no seu cantinho do Multiverso e públicos alvos diferentes.  

Por outro lado tivemos uma PÉSSIMA sétima temporada de Flash seguida por cinco episódios horrendos de um crossover meia boca iniciando a oitava temporada. O final de Supergirl foi péssimo, não tive paciência para acompanhar as temporadas recentes de Legends of Tomorrow, Batwoman e nem o final de Raio Negro... e agora a CW anunciou uma nova série estrelada pelo John Digle um personagem inicialmente original da série do Arrow que acabou sendo incorporado nos quadrinhos, mas que no final é extremamente genérico. 

No final das contas EU não preciso que todas as séries sejam feitas para MIM... desde que se um dia forem fazer uma série do Questão ela não seja feita pela CW

Humor: bom
Ouvindo: I'm a Fake (The Used)
Lendo: Thor (Coleção Clássica Marvel)
Assistindo: Naomi
Jogando: Injustice
Comendo: bolacha com requeijão
Bebendo: toddy com nescafé
Na Net: We Need to Talk About Naomi